O que você achou dessa matéria?
bom (0) ruim (0)
Publicado: 29/04/2019 | 1587 visualizações

Primeiro de maio será com resistência

O Dia Internacional dos Trabalhadores este ano será marcado, na Bahia, pela união histórica dos trabalhadores (as), além da tradicional unificação das centrais CUT Bahia, CTB, CSP ConLutas, Força Sindical, UGT e movimentos sociais estaremos nas ruas, em um ato político cultural para dizer que resistimos e lutaremos por nossos direitos, por isso dizemos NÃO a Reforma da Previdência, demonstraremos unidade para fortalecer a defesa da Previdência Social, lutaremos pela aposentadoria de todos e por Lula Livre já!

Vamos mostrar que somos fortes e juntos combateremos com luta e arte revolucionária o atual contexto de desmonte, de venda de estatais, desemprego, tentativa de por um fim na aposentadoria dos trabalhadores (as), ações truculentas que o governo de Bolsonaro (PSL) tenta impor para a classe de trabalhadores e aposentados (as).

Estamos rumo a uma da greve geral, que a politicagem mesquinha está nos obrigando a articular de forma mais abrangente e ainda mais fortalecida que a greve de 2017, pois não permitiremos que direitos históricos conquistados por trabalhadores (as) e sindicalistas sejam retirados de forma irresponsável, levando o país para um abismo social, por isso, que o dia do trabalhador será um termômetro, um aquecimento do que está em curso: a greve geral no Brasil.

Para o presidente da CUT Bahia, Cedro Silva a união será fundamental para combater as perdas irreparáveis que Bolsonaro quer impor a nação. “O 1° de Maio será marcado pela luta em defesa da previdência e pela liberdade de Lula. A oura grande tarefa que temos é construir a greve geral no país. Para que isto aconteça, é imprescindível a unidade de toda sociedade. O atual presidente, só governa para ricos, banqueiros e empresários. As taxas de miséria e pobreza, vem aumentando, a inflação disparou e a população mais pobre é quem sofre com menos comida no prato. Por isso, conclamo a sociedade para defender nossas estatais, a exemplo da PETROBRÁS que como empresa pública, é quem pode garantir gasolina e gás de cozinha a preços mais baixos para o país, principalmente para os mais pobres”, destaca Cedro.

O Dia do Trabalhador será de luta em defesa dos direitos do povo brasileiro. Vamos ter atividades culturais sim, mas também o diálogo com o povo com ato reivindicatório a conscientização de quanto seremos afetados e nossas gerações futuras com os desfavores a população desse atual governo para os mais ricos, militares e políticos que não se importam com o povo , por isso a hora mudar o rumo dos retrocessos é agora.

Vamos todos, no dia 1º de maio, ao Farol da Barra, a partir das 14 horas, com garra para uma manifestação guerreira que luta para um Brasil com justiça social, democrático e que respeite os direitos das trabalhadoras e trabalhadores.

CALENDÁRIO QUE RUMO À GREVE GERAL

Seguindo avante para uma mobilização que vai parar o Brasil contra a Reforma da Previdência ainda como parte da agenda de luta, as centrais sindicais já aprovaram a convocação de um Dia Nacional de Luta no dia 15 de maio, quando terá início a greve geral dos professores e professoras, a CUT Bahia estará atuante e fortalecendo mais essa etapa preparatória rumo a greve geral.

 

SERVIÇO:
1º DE MAIO UNIFICADO
LOCAL: FAROL DA BARRA: 
HORÁRIO: 14 HORAS